Marilia Alves fotografia

blog

Partaço em Águas Claras | nasce Isabella (parto domiciliar)

Semana passada foi aniversário de mais uma bebê que vi nascer (detalhe: só acompanhei partos de meninas. Se é a sua preferência, talvez eu te dê sorte.). Eu nem acreditei quando me contaram que já passou mais de 1 ano desde que a pequena veio ao mundo e percebi que ainda não tinha compartilhado a maioria das fotos desse nascimento tão lindo! Então aqui vão elas e o relato da Danyelle, mãe rainha dessa princesa.

Esse nascimento chegou a mim por indicação de uma companheira fotógrafa de parto. A Dany já estava entrando nas últimas do segundo do tempo, com equipe formada e casa organizada, só faltava a fotógrafa, vulgo eu. O melhor da minha profissão é ter a oportunidade de conhecer mulheres fantásticas e observar suas famílias se expandindo maravilhosamente.

Com a palavra, Danyelle, Mãe Multicultural.

Tempo. Como passa rápido. Fez um ano que eu passei por uma das experiências mais transformadoras da minha vida. Até agora...

Bem que elas me avisaram! Dizem que o segundo filho nasce mais rápido, o terceiro mais ainda... As parteiras previam um “partaço em Águas Claras”. Dito e feito. Chegaram lá em casa de madrugada e às 8h36 da manhã recebiam Isabella nos braços. Foi rápido! Mas o tempo é muito relativo e eu, que estava imersa na partolândia não fazia ideia de quanto tempo havia passado. Só sabia que passava uma vida por mim. A minha vida, a vida dela. As vidas de todas as mulheres da minha família e do mundo, numa conexão com o sagrado feminino. O empoderamento que o parto traz acho que é por causa disso, dessa conexão. Você se vê intimamente ligada a toda mulher que já existiu antes de você, e ainda mais parindo uma menina, porque você sabe que provavelmente ela também vai passar por isso um dia. É uma conexão mágica, que gera uma tranqüilidade absurda, um sentimento de que “tá tudo bem.”

Lógico que ter uma equipe super bem preparada do seu lado ajuda! Eu tive a bênção de ter Ana Chyntia e Iara como parteiras. As meninas do luz de candeeiro realmente trazem luz pra sua casa, pra sua vida, pro seu parto. Me acompanharam em todo o pré-natal e, como eu já era meio que cria da casa (Ana Chyntia esteve no parto de filha mais velha) havia aquele gostinho de família nas consultas. Crianças correndo, cafezinho feito na hora e vamos pra maca tirar a pressão e escutar o coração do bebê. Não tem preço!

Controladora do jeito que sou quis adivinhar o dia do parto! Botei na cabeça que seria num domingo, pois ninguém ia pegar trânsito pra chegar lá em casa! Kkkk 40 semanas, eu já estava de licença maternidade, minha mãe já de férias e hospedada lá em casa e o relógio correndo... e nada da menina nascer... veja bem, eu moro longe pacas da civilização e em dia de semana é uns 40 minutos pra chegar lá em casa! Se for horário de pico então.. esquece.. é mais de 1 hora... pense no meu medo então de ter o terceiro filho, que supostamente não nasce, escorrega, e as parteiras estarem presas no trânsito?

E quando a gente quer muito uma coisa a gente até tem contração! Dói, chora, marido enche a banheira, as parteiras vem correndo e a fotógrafa também! E nada... parece que esse parto queria me ensinar que eu não controlo tudo na vida. Domingo veio e domingo se foi e nada de Isabella vir! Passou segunda, passou terça... e a essa altura do campeonato a gravidez é medida em anos... porque chega 2020 mas não chega o dia do parto! A barriga pesa, a respiração está difícil, sem espaço, você já não dorme mais faz meses e quando dorme, acorda só pra fazer xixi...

Até que na quarta-feira tivemos uma consulta com as parteiras que deram um tapa na cara merecido nessa mãe controladora! “Ela vai vir quando tiver que vir” e vai dar tudo certo! Entrega, confia, relaxa. Dito e feito. Tive uma conversa transformadora com o maridão pelo telefone, consegui abrir mão do controle e fui curtir a vida! Durante 30 segundos... porque no meio da madrugada as contrações me acordaram com a certeza de que o dia havia chegado. Era quinta-feira, 30 de julho de 2015. Não havia dúvidas de que a hora era agora! Minha mãe, que já estava lá em casa, foi fazer um café, ligamos pras parteiras, que logo logo chegaram, assim como a Marília, que já começou a tirar fotos lindas desse momento tão especial! Só gente conhecida! Só gente de confiança!

E contração vai, contração vem, eu tomei café, os meninos acordaram, foi todo mundo pra banheira e a coisa tava tão fácil e gostosa que chega eu me assustei: - Será que é tão fácil assim parir? Tô com medo! Deitada na banheira, com a água quente aliviando as dores eu me entreguei ao prazer do parto! Cada contração trazia minha filha pra mais perto dos meus braços! E eu me enchia de alegria por ser mulher!

Maridão inventou um rebozo adaptado com um lençol preso no teto que foi uma bênção! Ter algo em que me apoiar e puxar ajudou muito na hora de fazer força! Como eu disse, o tempo é relativo e eu não sei quanto tempo fiquei na banheira curtindo meu parto... mas certa hora fui pra banqueta, e senti o trem engatar! De segunda! Na ladeira! Agora vai! A dor me partia no meio e nada da menina nascer! Sabiamente a parteira sugeriu que fôssemos pra cama, e amiga, vou te contar... caminhar com contração não é mole não viu?!

Mas chegando na cama finalmente ela nasceu! Primeiro a cabeça e na contração seguinte o corpinho. 3,830 Kg de muita gostosura espalhados em 52 cm de comprimento! E uma circular de cordão!

Assistindo novamente os vídeos deu pra ver que foi tudo muito rápido, mas eu não conseguiria precisar pra você quanto tempo foi... a mulher antiga morreu no processo e uma nova mulher ressurgiu das cinzas, revigorada, transformada!

No final, períneo íntegro, bebê saudável, família respeitada! E muito amor e ocitocina pela casa!

Sou muito grata à Marília por ter se disposto a fotografar esse momento tão único em nossas vidas! Graças à ela, eu posso reviver esse parto lindo quantas vezes eu quiser! Gratidão!

Danyelle Catini | Mãe Multicultural

Obrigada novamente a Danyelle por esse relato tão lindo e por ter me convidado a presenciar esse momento tão importante da sua vida! A Dany dá várias dicas de como viver em seu blog e youtube, principalmente para mães, então apareça lá para dizer um oi! (ela também está no facebook, no instagram, no twitter e no snapchat!)

Teve alguma dúvida sobre alguma coisa que apareceu nesse relato? Adoraria saber sua opinião e responder suas questões nos comentários!