Marilia Alves fotografia

blog

Erika y Antoni - Parte 4 | O Casamento

A Erika foi minha primeira amiga na Itália. Quando cheguei perdida, sem saber o que estava acontecendo, sem saber italiano, sua voz falando um português sotaqueado em uma mistura de espanhol e paraibano me salvou. Tivemos a oportunidade de ter conversas profundas sobre todo tipo de coisas. Existia uma conexão que era um pouco diferente do normal. Eu me senti realmente confortável. Tudo era fácil. E muito feliz.

Escrevi e reescrevi esse primeiro parágrafo tentando decidir o que exatamente eu queria contar, mas como pessoas espertas dizem, seja simples, besta. Então eu vou com: mais do que qualquer coisa, quero fotografar casamentos em que os casais estejam apaixonados. Do tipo que não conseguem manter as mãos longe um do outro, tão fofos e gentis e quentes, tão felizes que não se importam com pequenos detalhes, não se importam com o casamento, se importam um com o outro. Não estou interessada em casamentos que fiquem bonitos no papel. Quero pessoas reais que estão realmente amando, o resto não importa para mim. E foi assim que foi, esses dois estavam A.P.A.I.X.O.N.A.D.O.S. E felizes. Os problemas, e houveram problemas, não importaram. Os votos, as lágrimas, os beijos e apertos de mão e danças e risos, essas foram as coisas importante. Não me importo onde você se case - na sua casa, na minha vizinhança, no alto da Torre Eiffel, no bosque, na montanha, na livraria, no cartório - se estiver apaixonado, estou nessa. Não nos estressemos com casamentos. Sejamos presentes e curtamos esse momento em que estamos celebrando o amor.